Fale conosco pelo WhatsApp!
Insira suas informações de contato.

Mário Motta News

Acompanhe aqui as notícias do nosso gabinete e do dia a dia legislativo na ALESC.

Quem é o deputado que dá o nome à Escola do Legislativo

A Escola do Legislativo, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, tem o nome do deputado Lício Mauro da Silveira.

O deputado nasceu em 27 de março de 1943, em Joinville/SC. Filho de Antônio da Silveira e de Elvira Carmem Ferreira da Silveira. Casado com Carla Anette Puls da Silveira, pai de Marcelo Henrique e Andréa Carla.

Realizou os estudos primários no Grupo Escolar Rui Barbosa, concluiu o I Grau no Colégio D. Pedro II, em Blumenau/SC. O II Grau realizou no Colégio Bom Jesus e na Escola Técnica Tupy, em Joinville, formou-se Técnico de Máquinas e Motores. 

Graduou-se em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, em 1969. Cursou Segurança e Higiene no Trabalho na UFSC, 1975. Especializou-se na Eletricité de France (EDF), na França, em 1977, e em Administração Pública, na Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo/SP, em 1978.

A partir de 1966, lecionou na antiga Escola Técnica Federal (ETFSC), atual Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Em 1976 e 1977, foi professor na Faculdade de Engenharia em Processo de Fabricação, em Joinville. Integrou a equipe do Centro Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal para a Formação Profissional (CENAFOR), em São Paulo. 

Exerceu funções de chefia do Centro de Formação e Aperfeiçoamento e de Administrador da Agência Regional das Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC), de 1972 a 1979, e tornou-se membro do Conselho de Administração.

Na CELESC, foi diretor regional (Florianópolis/SC), de 1979 a 1982, e diretor de distribuição da empresa, no período de 1982 a 1986.  Nesta diretoria, entre tantas ações, planejou e executou o:

  • Programa de Eletrificação Rural no Estado de Santa Catarina – atendeu aproximadamente 15 mil propriedades rurais;
  • Programa Social da empresa – atendeu consumidores de baixa renda (mais de 28 mil residências);
  • Programa Eletrorural – assistência às Escolas Agrotécnicas, Agricultores e Feira de Exposição.  

Presidiu o Comitê de Distribuição das Empresas de Energia Elétrica do Brasil. 

De 1991 a 1994, foi presidente da Companhia Catarinense de Água e Saneamento (CASAN). Em sua gestão, promoveu a expansão e a operação dos sistemas públicos de abastecimento de água e esgotos sanitários em diversos núcleos urbanos do Estado, no programa de saneamento rural foram concluídas 19 obras de abastecimento de água e 12 sistemas de esgotos sanitários uni familiares e foram instalados computadores nas Regionais e Filiais, proporcionando rapidez e segurança no atendimento aos usuários. 

Disputou vaga de deputado federal por Santa Catarina, pelo Partido Democrático Social (PDS), em 1986, recebeu 34.110 votos, ficou com a primeira suplência, mas não foi convocado.

Concorreu em cinco pleitos ao cargo de deputado estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, eleito quatro vezes e suplente em uma, para as seguintes legislaturas:

  • 13ª Legislatura (1995-1999), eleito em 1994, pelo Partido da Frente Liberal (PFL), com 32.014 votos – o terceiro mais votado no pleito;
  • 14ª Legislatura (1999-2003), eleito em 1998, com 29.723 votos, pelo Partido Progressista Brasileiro (PPB), foi 1° Secretário da Mesa Diretora da Casa (01/02/1999 a 15/02/2001);
  • 15ª Legislatura (2003-2007), eleito com 37.747 votos, pelo PPB;
  • 16ª Legislatura (2007-2011), recebeu 22.361 votos, pelo Partido Progressista (PP), ficou suplente, foi convocado em 2008 e, em 2009, efetivou-se na vaga, com a renúncia de Jandir Bellini que assumiu como Prefeito de Itajaí/SC;
  • 17ª Legislatura (2011-2015), eleito com 25.814 votos, pelo PP, em 2010, mas não chegou a tomar posse. 

Faleceu em 15 de outubro de 2010, em Curitiba/PR, no dia do professor, vítima de infarto fulminante. Foi velado no Plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina e está sepultado no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis/SC.

Departamento de Comunicação do deputado Mário Motta, com informações de https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/

Tags :
Lício Mauro da Silveira,mandato pedagógico

Compartilhe :